quarta-feira, 26 de julho de 2017

Bichos malucos - Projeto Trilhas na sala de aula

                  

 Há um tempo eu já utilizava o Trilhas no atendimento individual, agora quero levá-lo para sala de aula.

 Para usar com toda a turma é preciso adaptar as propostas e é isso que venho compartilhar hoje: outras ideias de como trabalhar os jogos com toda a turminha. 

 O importante em todo jogo é ter as regras bem definidas e manter a organização dos pequenos, assim garantimos um momento satisfatório de aprendizagem.

 No jogo bichos malucos, você pode distribuir uma ficha para cada aluno, sem que eles possam vê-la.


 Ao sinal de largada eles têm que procurar o par correto do bicho. Assim, se familiarizam com o jogo. Você pode registrar com eles os nomes dos animais no quadro, cartaz, em ordem alfabética, fazer a letra inicial. Isso vai depender do nível de escrita da sua turma.

                                  

 Na segunda rodada, já com suas metades nas mãos, eles terão que procurar um par diferente, criando assim, um bicho maluco. 

 Eu gosto de deixar as crianças circulando pela sala em momentos assim, dá uma baguncinha básica, mas é ótimo.

 Ao final, com seus bichos malucos criados, eles podem pensar em novos nomes coletivamente e você pode registrá-los.  Também dá pra inventar histórias e registrá-las na produção textual. 


Aqui temos um tubaré e um jacarão!!!
                       
 Se gostou da ideia, compartilhe! Invente também suas adaptações e não tenha medo de tentar coisas novas! 

 Por que por aqui a gente tá sempre Num constante aprendizado!!!!

                                   
                                                          Até mais!!!

terça-feira, 25 de julho de 2017

Jogo de cartas



 Este jogo foi idealizado pela UERJ, uma professora nos repassou e está na página do facebook para baixar em PDF.

 Hoje estou compartilhando algumas sugestões de trabalho com o jogo: 

  • Teatro: neste exemplo você pode separar a turma em grupos de 4 ou 5 alunos. Eles retiram uma carta de cada monte e têm um tempo para elaborar um teatro com o personagem, sentimento, lugar e tempo em que ocorreu a história. Depois apresentam para turma. Ao final a turma escolhe a melhor apresentação e transforma em texto coletivo ou ilustração com escrita espontânea.

  • Produção individual: Cada aluno retira uma carta de cada monte, organiza uma história sequenciando os fatos e depois relata de acordo com o gênero escolhido. Como nas fotos: 







  • Mudando a história: neste caso você pode escolher uma história conhecida como "Os três porquinhos" e pedir para que reescrevam a narrativa mudando um aspecto. Caso você escolha o personagem, a criança retira uma carta do monte e de acordo com o que aparecer repensa o conto. Pode-se mudar, ainda, o lugar, o humor do personagem principal ou o tempo em que a situação ocorreu.

  • História maluca: essa pode ser feita na rodinha. Cada aluno retira uma carta. O professor pode começar a história e depois os alunos acrescentam uma parte do conto de acordo com a carta que retiraram, aumentando a cada rodada a história. Imaginação e criatividade em ação!

                                                  Até as próximas sugestões!