segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Dicas para a produção de texto na alfabetização

                                          

 Ler e escrever devem ser tarefas diárias em classes do ciclo de alfabetização, principalmente, mas isso não deve ser feito de forma mecânica, nem imposta.

 A contextualização auxilia e muito no processo de aprendizagem e por isso, já alguns anos, não faço da produção de texto algo isolado do restante das atividades, com uma folhinha separada e uma sequência para descrever.

 Ao contrário, as produções tem ligação direta com a aula, se estamos estudando sobre alimentação, a produção terá esse tema, em forma de listas, folhetos explicativos, textos opinativos ou outros.

 Alguns desses textos são feitos no caderno de produção, que é como um portfólio, mas não são escritos sem finalidade, as crianças sempre compartilham o que escrevem em momentos preparados pra isso, entre eles ou com outras turmas.

 Hoje vou compartilhar algumas produções de um aluno do 3º ano que estava iniciando o processo de alfabetização e mostrar como é importante incentivar, contextualizar, mediar e acreditar!

  •  Esse foi um de seus primeiros textos, assistimos o filme "Detona Ralf" como abertura do projeto semestral. Nesta produção, feita em fevereiro, ele disse que não sabia escrever, então, fui ajudando com a organização do pensamento e a codificação dos sons.

O Ralf ajudou a Vanellope.

  • Nesta outra produção, sobre um livro lido, ainda em fevereiro, o aluno já apresenta uma organização melhor das ideias, utiliza um sinal de pontuação e passa pelo processo natural de aglutinação.

Era uma vez o sereio que jogou o poder, e a bruxa fugiu para casa, e o rei ficou feliz todos os dias. E a bruxa pediu desculpa para o rei.
  • Em março, ainda com mediação, o aluno fala sobre as profissões na família, o avanço na escrita pode ser facilmente notado e a segmentação das palavras começa a ser utilizada.


Meu pai trabalha consertando casa e meu avô fica em casa e cuida do bebê. E eu quero ser jogador de futebol.



  • Depois de três meses lendo e escrevendo todos os dias e com a mediação necessária,  em maio esse aluno me trouxe seu texto pronto para corrigir.

 Quando eu vi, claro, pulei de alegria, mostrei o caderno pra turma toda e comemorei com ele. 

 Esta produção me encanta, pois quando ele compreendeu como a escrita ocorre e seus princípios, ele escreveu de verdade, sem se preocupar com número de linhas, utilizou acentos em suas hipóteses e cumpriu sua tarefa de escrever como era seu bairro muito bem!

 Este texto de julho, sobre meios de transporte, mostra o quanto ele avançou. Uma criança que há poucos meses tinha perdido as pontas dos dedos de uma mão por causa de uma bombinha dessas estouradas na rua e ficado dias internado no hospital com o rosto em estilhaços e dificuldades para ouvir...



 Depois de um trauma assim , tudo o que uma criança precisa saber é que ela é capaz, e essa lição, além das outras do currículo, esse gatinho aprendeu!!!

                                                     
     Até a próxima!!!

6 comentários:

  1. Parabéns!!!! Maravilhosa a sua explicaçâo sobre o processo de construção da produção de texto. Obrigada!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada você por sua visita! Seja sempre bem-vinda!!! Bjus!

    ResponderExcluir
  3. Obrigada por compartilhar suas experiencias, isso me estimula a continuar e ver que eu vou conseguir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada você por estar sempre por aqui! Vamos seguir prendendo juntas!

      Excluir
  4. Obrigada por compartilhar momentos como esse. Parabéns, não só pela profissional,mas acima de tudo pelo ser humano maravilhoso que é. Minha querida amiga Jéssica.

    ResponderExcluir
  5. Construir amizades assim é maravilhoso! Sou grata a Deus por sua vida!!!

    ResponderExcluir