sábado, 20 de junho de 2015

Planejamento, conteúdos e alfabetização: como dar conta de tudo?

Vamos planejar!

 Sempre têm aqueles alunos que falam: " Tia, passa continhas hoje!" ou "Vamos ver um filme amanhã" e têm aqueles que ainda dizem "Para de conversar, senão a tia vai passar mais dever!"
  
 Quando escuto isso, compartilho com as crianças meu caderno de plano, explico que aula daquela semana já está preparada, e que eu não invento na hora o que vou ensinar.

 Isso não quer dizer que meu planejamento é estático, já mudei atividades durante a aula, já percebi que o momento (de grande agitação) não era o melhor para aquele jogo que havia preparado, já deixei de dar alguma tarefa por faltar tempo e também já tive que acrescentar outras práticas no decorrer do dia.
 Acontece, e tem quer ser assim, afinal é um planejamento, não um manual que necessita ser seguido minuciosamente! 

 Planejar, ao contrário de alguns anos atrás, é um tarefa bem mais fácil hoje. A prática em sala me trouxe muitos aprendizados, com certeza, ela é minha maior ensinante.

 Alguns pontos me auxiliam durante o planejamento e é isso que quero compartilhar. Quem sabe alguma observação lhe serve também!

1º- Sempre procuro uma leitura para a semana e dela tiro os conteúdos que preciso, reviso alguns que já foram dados e introduzo outros para a próxima. Os exemplos vocês têm visto aqui no blog! 





2º - Leitura e escrita todo dia: coletiva, em dupla, individual, em forma de desafios, de jogos...

3º - Durante as atividades vou observando o que precisa ser fixado na próxima semana e anoto num bloquinho. Ali, vou apontando as maiores dificuldades, os pedidos deles, como filmes e jogos preferidos e ideias que surgem.

 Um exemplo é a atividade da corda http://numconstanteaprendizado.blogspot.com.br/2015/05/matematica-na-pratica-ii.html, realizei ela porque na semana anterior trabalhei sequência numérica e percebi uma grande dificuldade em alguns alunos.



 Assim, quando chega a sexta-feira tenho muitas anotações feitas, lembro de um livro ou texto que vai encaixar direitinho nelas e registro meu plano.

4º- Sempre visito a biblioteca à procura de novos livros, leio e vejo o que posso trabalhar com eles. Pesquiso textos sobre os assuntos que pretendo iniciar e vou "guardando"...

5º - Não paro a aula para alfabetizar, todo momento na sala é uma oportunidade de pensar sobre a leitura e a escrita. 

6º - Trabalho os fonemas e a ortografia sempre partindo do texto e uso, no decorrer da semana,  atividades diferentes para fixar o som da letra ou a regra ortográfica.

 Com essa história trabalhei o "QUE", puxando da palavra esqueleto.
 Na história do Chapeuzinho pensamos sobre a escrita de palavras com "CH". 


Aqui revisei as palavras com ão, oportunidade para fixar com os alunos que ainda tinham dúvidas de como fazer esse som! 



 Dessa forma, a cada semana apresento um novo fonema, alfabetização para quem está aprendendo a ler, ortografia para quem já sabe! 

7º -  Quase não uso folhinhas ou atividades prontas, retiro boa  parte do que preciso dos textos. Quando não encontro um "link" trabalho paralelamente o que é necessário.

8º - Utilizo sim os livros didáticos, eles também têm ótimas leituras, atividades matemáticas de fixação e servem como um importante instrumento de pesquisa para os alunos.

9º - Me organizo, sigo o projeto da escola, crio os meus dentro desse, e anoto o que é importante no meu plano. Faço um planejamento bimestral. Muitos conteúdos se repetem em todos eles, porque assim como as medidas de tempo e o sistema monetário, eles são trabalhados semanalmente e não em uma aula específica.

 E o mais importante:

10º - Escuto e observo os alunos. Presto atenção na fala deles, elas fazem brotar ótimas ideias;  utilizo suas sugestões de livros, filmes e atividades nas aulas que serão planejadas; reflito sobre o comportamento, a resposta deles durante as tarefas e vou adequando o que é preciso.

 Nesse ritmo, tem dias que a aula é maravilhosa, que tudo sai melhor do que o planejado e tem dias que penso: "Como fui inventar isso?" O que é bom, porque vejo o que não fazer novamente!

 Quando afirmo que a prática é nossa melhor ensinante, me refiro a uma prática reflexiva, onde você se questiona e encontra respostas.

 Ao criar o blog não o fiz para postar meu plano de aula detalhado ou todas as xerox da semana, até porque são duas ou três...Mas para dividir experiências, trocar aprendizados e compartilhar ideias que têm dado resultado.

 Hoje faço assim: planejo, alfabetizo e dou conteúdos à partir de livros e leituras!


E você? Como faz?

Compartilhe sua prática, divida seus saberes, some com os dos outros, diminua seus medos e multiplique aprendizados!!!


Até mais!!!

6 comentários:

  1. Muito interessante esse post. De fato, planejar é o que norteia nosso trabalho. Parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Stela Maris! Obrigada por sua visita!

      Excluir
  2. Adorei suas colocações. Obg por compartilhar. Bj.

    ResponderExcluir
  3. Adorei suas colocações. Obg por compartilhar. Bj.

    ResponderExcluir
  4. Na leitura eu costumo distribuir os textos pra todos lerem e eu sempre começo pedindo pra eles irem marcando com o dedinho ou o lápis pq eu paro num certo momento e várias vezes pra que eles continuem a leitura até onde está o ponto final....e vou dizendo, agora vamos para o 2º páragrafo ou verso ou estrófe....e assim provoco neles a "obrigação de fazerem a leitura!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal essa dica Ana Lúcia Lima, vou fazer da próxima vez! Obrigada por compartilhar. Bjus!

      Excluir