sexta-feira, 26 de junho de 2015

Calendário: uma prática diária!




 Ser professor, pelo menos para mim, é nunca estar plenamente satisfeito. Como assim? Assim mesmo!!! Sempre quero uma forma melhor de ensinar. Não uma forma mais fácil, mas uma maneira de possibilitar a compreensão do aluno sobre determinado assunto ou sobre todos. 

 E há um tempo atrás eu pensava sobre a dificuldade das crianças, ainda pequenas,  em compreenderem a passagem do tempo através do calendário. E num desses momentos, compartilhei minha insatisfação com a inspetora de alunos da escola. Ela compartilhou uma lembrança comigo, e me fez repensar e mudar o rumo, de novo, de minha prática.

 Hoje trabalho como a professora da Ana Luíza fazia, com o calendário diariamente. Até aí, nenhuma novidade, certo? Muitos professores fazem isso, mas eu não fazia...

 Até tinha um calendário bonito de E.V.A na sala, todos os anos, mas não o utilizava corretamente. 

 Não tinha a funcionalidade que tem hoje.

 Agora, quando começa o ano procuro calendários para imprimir, dessa vez achei um no blog "Ler com Prazer" http://ler-com-prazer.blogspot.com.br/2015/01/calendario-2015-para-imprimir.html.



As cores ganham uma legenda para diferenciar ano,
  mês, dias com aula e dias sem aula.

 E sempre no primeiro dia do mês faço a análise do calendário com eles. Antes pergunto: O que é? Para que serve? Se eles têm contato com o calendário em casa? Faço uma sondagem. 

 O mês de fevereiro é sempre mais demorado, não vejo as crianças acompanhando os dias no calendário pessoal e ouço poucos alunos fazendo referência a ele durante as aulas.

 Mas, conforme o tempo vai passando, e vou fazendo toda a retomada dos conceitos, percebo a mudança deles em relação ao uso do calendário.

  Ele deixa de ser um conteúdo e passa a ser algo necessário para a vida deles, assim como para nós, adultos. 

 Os alunos, hoje, olham no calendário o dia do brinquedo, quando será aula de recreação, quando será o desafio que marquei com eles, quantos dias faltam para as férias, quantos dias vão ficar em casa...Tudo! 

 Não tive pressa, não dei um "pontinho" ou "matéria" sobre isso, apenas trabalhei diariamente e com uma função!

 Alguns alunos ainda não compreendem totalmente o funcionamento do calendário, cada criança tem seu tempo e eu espero que até dezembro, nessa prática diária, eles possam fazer as associações necessárias para que o aprendizado aconteça! 

   Durante esse processo os livros são ótimos e ajudam a consolidar o conhecimento. Esses são exemplos que já trabalhei: 

 Usei esse ano passado e sugeri uma produção bem legal, onde cada criança criou a sua semana, com suas características próprias e em forma de poema também:


A produção acompanha a mesma ideia do livro,que traz a semana de cada personagem
 de acordo com suas características pessoais

  "A quarta-feira de Jonas" é muito rico, faz ponte com vário temas, utilizei ele semana passada. O eixo principal foi a preservação, mas aproveitei para fixar os dias da semana.





 Os cadernos do Pacto trazem ótimas ideias também, são relatos de outros professores com práticas bem dinâmicas.


Utilizando o calendário como 
instrumento de pesquisa

Depois de anotar os aniversariantes de cada mês na
tabela, fizemos um gráfico de barras humano

Registro do gráfico


Transformando o gráfio de barras em gráfico de pizza


 O mais interessante é que dessa forma, além de trabalhar o calendário, pode-se trabalhar muitos outros assuntos, em aulas onde eles não têm um tempo programado ou apenas um texto explicativo.

 E assim, entendendo a função, envolvendo a emoção e com um toque de motivação o aprender acontece!

 E não se esqueça  de marcar no seu calendário que todo dia é dia de aprender!!! 


Um abraço e até mais!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário